quarta-feira, 10 de maio de 2017

RELIGIÃO, qual seguir?

VEJA O CARTAZ ABAIXO E PENSE BEM, Reflita um bocado e, se puder, aja com tolerância e respeito a todas; afinal, no dia do "juízo" você poderá ter uma surpresa - ou QUIÇÁ NENHUMA!  

Prefiro seguir na "crença", ou na descrença, que não terei nenhuma!

Religião por Quebrando o Tabu e outros - créditos na imagem

segunda-feira, 27 de março de 2017

"Casaté y sé sumisa": CASE-SE E SEJA SUBMISSA!

Não sei para o resto do mundo, mas para nós, brasileiras, essa dica não é das melhores e mais indicadas para o processo de igualdade entre os sexos que procuramos alcançar há anos!

O interessante é que o país onde a polêmica obra (título desse texto) foi lançada também procura o mesmo (igualdade máxima entre os sexos); no entanto, o livro está sendo SUPER procurado por lá - as livrarias responsáveis pela venda, na Espanha, nem sequer se dão o trabalho de escolher o melhor local para expô-la, ou seja; não verificam se a "bendita" obra se encaixaria na estante de livros religiosos, espiritualidade, auto-ajuda, psicologia, etc; onde quer que esteja ele é vendido!

arzobispo granada
Arcebispo de Granada - Francisco Javier Martínez
Na Espanha a venda massiva do livro começa a preocupar os meios políticos.  O PSOE, o PP e até a Ministra de Saúde (la Ministra de Sanidad) já pediu que se retire a obra das livrarias haja vista a possibilidade de aumento da violência machista (de Gênero).

A seguir um pouco da Autora Italiana e o Arcebispo de Granada, o que lançou a obra e a disponibilizou para venda:

CONSTANZA MIRIANO (Autora)

É uma jornalista Italiana, ultra católica, casada e mãe de quatro filhos! 

Apesar de muitos não terem, ainda, dado conta da existência de sua obra, ela já não é tão nova.  Em 2013 a referida autora chegou a falar, em entrevista, que se o livro diz besteira e vai contra os preceitos cristãos, que o Vaticano, o Papa ou quem quer que fosse teria que retirar, também, a bíblia, de circulação; pois, o que prescreve no livro é "bíblico".

Para a escrevê-lo ela se inspirou, basicamente, em San Pablo e suas citações - veja o trecho de um artigo na internet escrito em espanhol e publicado em 2013: ..."ante la posibilidad de una demanda judicial en Granada, argumentó que, si le denuncian a ella, "deberán denunciar también a San Pablo y retirar todas las Biblias del mercado".

Ela não entende o porquê da polêmica em Espanha - em Itália não houve nenhuma; pelo contrário, foi muito bem aceito e recomendado!

FRANCISCO JAVIER MARTINEZ (Arcebispo de Granada - Espanha)

Editor do polêmico livro da Escritora Italiana Constanza, o Arcebispo é famoso por seus discursos relativos a vida do casal no matrimônio e da submissão da mulher nas relações.  

Seguramente, para ele foi a "cereja do bolo" essa oportunidade de lançar, no país onde vive e trabalha o, "CASATÉ Y SÉ SUMISA"!

Futuramente o Bispo pretende lançar, também na Espanha, o livro "Casaté y de la vida por ella" - esta será mais uma obra de autoria da escritora Constanza Miriano, direcionada ao homem que vai casar ou já é casado.

Algumas das piores, a meu ver, já pronunciadas pelo Arcebispo e divulgadas pela internet foram as seguintes:
1 - "Mujer, practicarás felaciones a tu marido siempre que te lo ordene. Pero cuando lo hagas, piensa en Jesús. Recuerda: ¡No eres una pervertida!". 
2 - "Hay que cerrar los ojos y pensar en Jesús. Imagina que lo que tienes en la boca es el pene de Jesucristo. Técnicamente es el cuerpo de Cristo, así que estarías comulgando".
3 - El arzobispo asegura que la vida más íntima de las parejas también incumbe a la Iglesia: "el sexo matrimonial también es obra del Señor, y como tal, siempre se ha regido por las directrices de La Iglesia. Permítanme que les recuerde un antiguo dicho en latín: ‘Sine vomitus fellatio non est’. O como se dice hoy en día: si no hay arcada, no es mamada". (itens retirados do site Eljueves.es - mas pode ser visto em vários outros sites caso queiram comprovar).



Estes son algunos de los consejos que Francisco Javier Martínez, arzobispo de Granada, ofrece a sus fieles para evitar arder en la lava eterna del Infierno.

A SEGUIR PASSAGENS DO LIVRO (entre os mais vendidos na famosa livraria AMAZON)
Las 35 frases de 'Cásate y sé sumisa'  ( por Zocalo.com e muitos outros sites - só pesquisar )


Las mujeres nos olvidamos de que no se puede tener todo: trabajar como un hombre y estar en la casa como una mujer.



"Tu marido es ese santo que te soporta a pesar de todo. Si algo que él hace no te parece bien, con quien tienes que vértelas es con Dios: puedes comenzar poniéndote de rodillas y la mayoría de las veces todo se resuelve".



"Ahora las mujeres ya no estamos obligadas a ser criadas, pero podemos elegir servir por amor y como respuesta libre a nuestra vocación".



"No somos iguales a los hombres para nada y no reconocerlo es fuente de sufrimiento seguro".



"El feminismo fue, a su modo, una primavera. Sólo que tomó el camino equivocado, el de la afirmación a uno mismo".



"La paridad no es igualdad. Es dar dignidades parejas a dos identidades que no podrían ser más diversas".



"La identidad de la mujer es la acogida. El feminismo ha negado tal cosa y nos ha jorobado. Porque cuando se traiciona la propia naturaleza se pierde el juicio"



"Muchas mujeres luchan con los maridos y llegan a ser insoportables. Sólo porque no han comprendido el secreto de la acogida, ni tampoco el de la sumisión, ni el de la obediencia como acto de generosidad".



"Debemos dar un paso atrás en la vida personal". 



"Con seguridad, hace falta aprender a reducir la propias expectativas".



"La mujer está perdida cuando se olvida de quién es. La mujer es, principalmente, esposa y madre".



Las mujeres que han llegado al extremo de la traición (...) y han llegado a abortar, son mujeres heridas y necesitadas de ternura, porque admitir que una se ha equivocado tanto en la vida es muy dolorosa".



"La mujer realizada ama ante todo. Escucha, consuela, anima, perdona, una y les hace sitio a los demás. Construye al padre con su sumisión porque lo pone por encima de ella y le confiere autoridad".



"Me tienes que explicar qué hay de heroico y de audaz en hacer solamente lo que te apetece. La verdadera transgresión es ser leal".



"Casaos y tened hijos, porque, si no, no tiene sentido estar juntos toda la vida".



"La mujer lleva inscrita la obediencia en su interior. El hombre, en cambio, lleva la vocación de la libertad y de la guía".



"El secreto de un matrimonio santo o, lo que es lo mismo, un matrimonio feliz, es que las mujeres ante el hombre que hemos elegido, demos un paso atrás".



"Cuando tu marido te dice algo, lo debes escuchar como si fuera Dios el que te habla".



"¿Tengo que darle la razón aun cuando no la tenga?" Yo diría que sí.



"Debes someterte a él. Cuando tengáis que elegir entre lo que te gusta a ti y lo que le gusta a él, elige a su favor".



"Un hombre no se puede resistir a una mujer que lo respeta, que reconoce su autoridad, que se esfuerza lealmente en escucharlo, en dejar a un lado su propio modo de ver las cosas, que se muerda la lengua".



"La mortificación nos gusta porque es para alcanzar un bien mayor, que es acoger a tu marido, por consiguiente, engendrarte de nuevo a ti misma".



"Todavía no eres una cocinera experimentada ni una ama de casa perfecta. ¿Qué problema hay si te lo dice? Dile que tiene razón, que es verdad, que aprenderás".



"En caso de duda, obedece. Sométete con confianza".



"Su bienestar, su serenidad, se sostendrá, al menos en parte, sobre tu capacidad de absorber sus malos humores, sus caprichos, sus cansancios, sus descontentos".



"Pregúntate qué otro podría soportarte (...) pregúntate qué otro podría tolerar algunas de tus gravísimas psicopatologías". 



Sobre el aborto: "Creyendo hacer tomado el control, le damos a una empresa farmacéutica el poder de controlarnos".



"Hacer un filete a la plancha o el acto de cambiar un pañal. Esas cosas son de mamás".



"Hay un comportamiento que una debe observar aun cuando exista mucha confianza que impide que una madre, incluso rendida, reciba al marido en bata y zapatillas a las siete de la tarde".



¿Está bien que trabajen las mujeres? Es una de las pocas preguntas a las que no sé qué responder".



"El poder no está hecho para nosotras".



"Echo dolorosamente de menos aquellos tiempos en que los maridos aparecían solamente a la hora justa preguntando: '¿qué hay de comer'?



"Se entiende el vertiginoso aumento de los divorcios, con las mujeres poniendo en crisis los antiguos equilibrios pero sin saber proponer otros nuevos".



"Haber roto ese lazo entre hacer el amor y dar la vida ha convertido el sexo en algo triste y cobarde, poco audaz y nada valiente".

Esse é um livro que reduz a mulher a nada!  Nem uma trabalhadora doméstica deve ser tratada assim ("sim Senhor, não Senhor" - dar razão ao homem, ao marido, ao companheiro e ao Patrão em tudo é voltar a Idade Média).  

Vivemos num mundo para progredir e não para o contrário - hoje somos parceiras no matrimônio e iguais, ou QUASE iguais, no resto do tempo e espaço; mas o que desejamos mesmo é a igualdade total!

Esperamos que uma leitura desse estilo ("DESVIRTUOSO") não chegue as livrarias Brasileiras; mas se já tiver chegado que nossas mulheres sejam conscientes de não comprá-las! 

Adquirindo estarão dando a seus maridos (os que forem ignorantes) "motivos" para agredi-las e, desta feita, com "embasamento" da obediência cega da mulher para com o homem que não teria sido respeitada!
"Se nós mesmas não nos dermos ao respeito, quem os fará"??

Por Elane F. de Souza (Autora deste Blog e Advogada) - ao copiar cite a fonte

Como fontes: ELJUEVES  e  ZOCALO.COM e outros.











quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

"Funk evangélico"!

Em homenagem ao carnaval que está próximo, publicarei um vídeo fantástico que copiei da página do facebook de nome ADMITA (sigam ela por lá, não se arrependerão, tem algumas coisas engraçadas - outras nem tanto).

A música do vídeo é de estilo "fank", mas dá para o pessoal religioso se utilizar dela como sendo uma "marchinha"; assim, pularão e dançarão na festa "pagã" e ainda preservarão a "pureza"; quer coisa mais meiga?


Quando gente religiosa deixar de pular carnaval e voltar a frequentar os retiros (antes comuns na época de carnaval) aí deixarei de "zoar"! 

Por Elane F. de Souza (Autora e Administradora deste Blog) 
Fonte do vídeo: facebook página admita


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Hipocrisia religiosa!

Há uns dois anos, mais ou menos, circulou um boato aqui na internet que havia uma garota de programa que se denominava "garota de programa gospel" - nunca soube se era verdade ou não; afinal, o que não falta por aqui, pela web, são boatos, mas enfim - mesmo não sendo "gospel", como essa suposta garota devia ser, grande parte das que fazem programas e das que não (todavia "dão de graça") dizem acreditar num deus (ou seja, são cristãs, evangélicas ou de qualquer outra religião ou seita).

- Qual o problema nisso? NENHUM; nenhum preconceito e restrição quanto à pessoa ser "de programa" ou ser "de graça"; o que importa é ser feliz, "dar o que se tem, ou vender" a quem quiser, não importa...pior seria ter um "chulo" para explorá-la (ou explorá-lo, no caso dos garotos de programa); como já disse o importante é ser feliz, não roubando, não matando, estuprando e nem se corrompendo politicamente já está de bom tamanho...ahhhh, e mentir também é muito feio e "pecado" para os que dizem crer em deus!   

Oxalá, todos os que se dizem cristãos, evangélicos, muçulmanos, etc; seguissem o que diz os tais livros sagrados (e não mentissem); assim, não precisariam se envergonhar quando uns e outros surgissem com os dizeres: "crente do c......ú...quente" - já que não fará parte do rol dos de "C.....Ú....quente", a consciência estará tranquila!

O pior das pessoas não é praticar isso ou aquilo que é considerado pecado por suas religiões, o pior é enganar a si próprio!  

Como já disse em alguns dos meus posts eu já fui crente (frequentei o Salão do Reino das testemunhas de Jeová mais de 3 anos), só me desliguei porque nunca consegui acreditar em um deus, mesmo tendo leituras diárias da bíblia e semanais em casa com uma dessas pessoas que vão em casa e já são antigas e batizadas (que sabem muito da bíblia) não consegui crer.  

Sem falar que ainda frequentava a reunião normal do Salão do Reino aos domingos e ouvia as palestras dos ansiãos (uma tipo de pastor)....mas nada "entrava" como verdade - além disso, as poucas coisas bonitas e que deveriam ser reais e estavam e estão na bíblia como (não matar, não roubar, não se corromper, não mentir, não fornicar entes de se casar, não desejar a mulher do vizinho, etc, rsrs) - eu continuava a ver muitos dos que se diziam e dizem cristãos fazer (decepcionou-me muito e saí....; além disso eu também era adepta de duas dessas coisas: A MENTIRA e a FORNICAÇÃO; esses foram alguns dos motivos pelos quais achava não me enquadrar).....

Portanto, os que continuam "crentes" e praticam toda essa podridão é um tremendo hipócrita; se existir um deus acredita que ele te salvaria? 

Veja o que diz a tua própria bíblia:

Mateus 7. 21: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus”.


No entanto, fora estão os cães, os bruxos e ocultistas, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira.

Imagem relacionada
LISA18 
Mas por mim tá tudo bem, desde que não roubem, não matem, não estuprem, nem se corrompam e nem pratiquem falso testemunho....o resto tá liberado (afinal, não sou nenhum deus, não busco perfeição),
....que tal começarem "pecando" com um namoro mais quente então? ....tenho aqui um site excelente para indicar:  ao lado direito desta página, deste artigo, há um banner de nome LISA18; vocês que são como eu, HEREGES, adorarão - dê um click ali e conheçam mais do site de relacionamento que está revolucionando o mercado!

Por Elane F. de Souza (Autora e Administradora deste site)

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Um "orgasmo abençoado"!

Que me desculpem o título, mas foi o mais condizente que achei para o vídeo que irei postar abaixo.

Estava eu "sapeando o facebook" quando de repente me deparo com uma postagem da ATEA (um vídeo) onde uma senhorinha (que se diz terapeuta sexual gospel) fala que sempre, depois de uma boa "gozada", ela agradece a deus!   

Juro que não aguentei!  Ri até doer a barriga, até porque junto ao vídeo postaram um garoto sorrindo, aliás, dando belas gargalhadas; apesar de não ser pela mesma situação que ele sorria (era uma montagem); me incentivou nas risadas - dei tanta rizada que até "lágrimas" saíram junto!

Como é possível alguém vir a público dizer que agradece a deus por uma boa gozada?

Não falo isso por mal não gente; falo pela minha mãe! Fico imaginando ela, batizada na igreja batista, sendo uma senhora de 67 anos que é, falando essas "asquerosidades" (ela acha que isso deveria deixar de ser coisa para gente idosa demais - imagine se ela visse essa senhora, que também não é nova e se diz religiosa, falando em público sobre o assunto - iria dizer que não passa de uma assanhada).

Eu não acredito que uma pessoa com certa idade como a minha mãe deva deixar de fazer sexo; no entanto, vir à público falar sobre tal coisa, inclusive se incluindo no assunto, foi demais para mim.



Uma coisa é ver e ouvir a Bruna Lombardi, que é um "pedaço de mal caminho", mesmo com mais de 60 anos de idade falar e dizer que se sente maravilhada com o sexo (é uma pessoa da mídia - sempre fez isso e não se diz crente), outra bem diferente é ouvir uma pessoa, que se diz religiosa, com a mesma idade da Bruna e da minha mãe se manifestando extasiada com uma gozada - posso estar sendo preconceituosa?  Posso sim; mas não mudarei de opinião por isso!  

Uma coisa é dar boas gozadas no privado (entre quatro paredes), outra bem distinta e sair por aí se manifestando como uma "assanhada" após completar mais de 60 anos de idade. Deveria deixar isso para as ateias e os ateus - afinal, não somos nós os "desavergonhados e sem moral" nenhuma? 

Só acho!

OBS.: Se querem saber mais sobre relacionamentos amorosos - duradouros e "relâmpagos" (DE TODAS AS FORMAS) clique na figura do lado direito em nosso site de nome LISA18

Por Elane F. de Souza (Autora e Administradora deste blog)

Fonte do vídeo: Canal do youtube Thiago Araújo


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

EMPATIA: você possui?

Resultado de imagem para empatia
por Alex Castro (EMPATIA: capacidade de se colocar no lugar dos outros)  

Pense um pouco e depois, se puder e quiser,  responda a pergunta utilizada como título deste texto que se segue; caso necessite leia-o antes para entender o que realmente significa empatia.

Imagine que você seja um evangélico, um cristão, uma pessoa "crente" no deus Jeová e em seu filho Jesus Cristo, "o salvador"; IMAGINOU?  Pois então vamos para a seguinte fase que é colocar-se no lugar de quem não tem as mesmas crenças que você (isso já é empatia). 

- VAMOS LÁ?

* Você mora ao lado de um terreiro de Candomblé - lá as pessoas realizam suas "cerimônias" (ou sei lá como são chamadas) em "alto e bom tom" - como seria sua reação a essa manifestação religiosa? 

Vamos mais longe - imagine que o Candomblé esteja crescendo muito e com isso até na política eles já se meteram, criando a "bancada do Candomblé" dentro do Congresso - além disso, alguns candomblecistas foram eleitos Prefeitos e Governadores (no dia da posse eles entregam a chave das Cidades e Estados que irão administrar ao seu Orixá de maior crença) - Já pensou se isso viesse acontecer?  Quando é a crença da gente tá tudo bem né?  Esse é o mal - falta de empatia!

* Agora imagine que os Kardescistas (espíritas) comecem a agir da mesma forma que os pastores evangélicos (alugando espaços na TV para realizar seus "passes" ou para "psicografar cartas de falecidos", publicamente  - tudo isso pedindo volumosas quantias aos interessados); certamente que muitos começariam a falar o que hoje falam dos pastores e até pior.

* E quanto aos Católicos?  Imagine que os padres, durante as missas, comecem a "gritar" que quem não acreditar na Virgem Maria ou São Francisco irá "arder no fogo do inferno"!  Certeza que os evangélicos iriam rir da cara de quem acreditasse nisso e se o som atrapalhasse até denunciariam.

* E por fim, imaginem que EU, uma ateísta compre ou alugue um carro de som e saia por aí (pelas ruas) gritando a todos que "deus é um delírio"! "Que saiam dessa ilusão antes que seja tarde, que aproveitem a vida de forma saudável e sadia sem perda e tempo"

- O que fariam ao ouvir isso? 

- Talvez, espero estar enganada, até apedrejassem a mim e o carro se não fossem mais longe - quiçá tocassem fogo nele e me dessem uma sova!

- Já se colocaram no lugar dos que não creem no mesmo deus que vocês ou no lugar dos que não creem em nenhum deus?

Falta empatia no povo - na maioria da população do mundo!  Quase ninguém tolera a religião dos outros quando essa tenta sobressair sobre as demais.  - Por que a religião de uns tem que se meter na política e introduzir dogmas sobre todos os demais cidadãos?

Para quem crê nos Orixás; para quem crê em reencarnação; na Virgem Maria; em Alá ou não crê em nada é difícil aceitar que certas pessoas, envolvidas com certas religiões dite normas, crie leis como sendo eles os únicos corretos. 

Portanto o normal, o legal seria que qualquer religião ficasse longe da política e que o Estado seguisse Laico - assim evitaríamos certas manifestações religiosas dentro de organismos governamentais que são de toda uma população.

"Quando falta EMPATIA, sobra intolerância e preconceito" - infelizmente percebi ainda mais que isso funciona assim ao fazer uma "postagem teste" via facebook - as pessoas não toleram que outras crenças ditem regras (só as suas)!   LAMENTÁVEL!

Autoria: Elane F. de Souza (Advogada, Administradora e Autora deste Blog) - ao copiar cite a fonte

FONTE: agradecimentos pelo post de  INSPIRAÇÃO no G+ de Luana Souza Da Rocha (LU) e Henrique Surfista (publicado por Kleber Garcia Teixeira)


terça-feira, 10 de janeiro de 2017

"O sentido da vida": uma análise do programa Mais Você, da Globo

NÃO sou uma pessoa que vê televisão o tempo todo; para ser sincera, hoje, quase nunca perco tempo em ligá-la, nem mesmo durante a transmissão dos telejornais.  Foi-se o tempo em que ela era um entretenimento para mim; no entanto, passei a ser uma "viciada" em internet.  Tudo que quero saber encontro na "rede";  até os filmes que vejo confesso que baixo de lá e só aí ligo a TV para introduzir o pen drive e assistí-los na tela grande.


Imagem relacionada
foto por www.emaze.com
Mesmo não assistindo a pessoa acaba se dando conta de certas coisas que passam por lá, até porque a maioria dos programas são gravados e/ou retransmitidos via internet na página do canal - às vezes de forma paga, às vezes não. 

Hoje, a informação que obtive sobre o assunto que falarei veio a mim, inicialmente, na forma de um post da ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) no facebook e por comentários no referido post.

A partir daí fui buscar a informação de forma mais completa. Acabei encontrando o programa de que falavam; ele se trata do "Mais Você" e o assunto do momento era: "O SENTIDO DA VIDA E DA FELICIDADE"; por sorte ele estava quase completo, com isso pude ter uma ideia bastante complexa do que foi tratado e como foi tratado!

PESSOAS ENTREVISTADAS NO PROGRAMA

Mário Sérgio Cortella (Filósofo Educador);
Sri Prem Baba (Líder Espiritual e Humanitário);
Monja Coen (Pensamento Zem Budista) e,
Lama Michel Rimpoche (Budismo Tibetano, entrevistado por skype direto da Itália).

O post que citei acima estava cheio de críticas!  As pessoas diziam que nem sequer iriam perder o tempo vendo tal coisa já que se tratava de "religião"!   O fato é que se as essas pessoas não viram, apenas ouviram a "chamada", deveriam ter ter ficado quietas pois não foi exatamente esse ponto, "o CHAVE", tratado no programa. Perderam a chance de ficarem caladas, assim não passariam vergonha!  

Quando a pessoa quer criticar algo tem que tomar conhecimento desse algo antes!  Como disse na introdução, não assisto TV, mas quando fiquei sabendo do assunto fui procurá-lo para ter certeza do que, realmente, se tratava para poder comentá-lo.

O Educador Mário S. Cortella não tocou no assunto religião em nenhum momento; apenas falou no alienamento pessoal de quem não descobre o sentido para a vida ou vive como se não houvesse sentido algum - cada um tem que dar um sentido a sua vida; mas não temos uma resposta pronta de qual seria o sentido para cada pessoa, nem a filosofia tem, para desvendar esse mistério. 

Segundo ele "ninguém é feliz em sua plenitude, quem está feliz o tempo todo é tonto, não é normal - a vida é assim; existem distúrbios, altos e baixo - a felicidade é uma ocorrência do dia a dia; quem disser que um dia será feliz estará se enganando; viva a vida cada momento dando o seu melhor; um dia iremos morrer, mas todos os outros não"!

O Líder Espiritual Sri P. Baba disse que "o sentido da vida de cada pessoa é o que ele faz de melhor e o que quer fazer de melhor para si ou para os outros; o que sente feliz fazendo e o que deixa de fazer sentido se não o fizer".  Para se explicar melhor deu o exemplo de um cozinheiro que expressa o amor cozinhando; a partir do momento que a pessoa não puder mais cozinhar a vida deixará de ter sentido.

Apesar de se tratar de um "líder espiritual" ele também não falou de religião; falou, belamente, de autoconhecimento. 

- Quando é que a pessoa percebe que está vivendo de forma equivocada, sem sentido.  Onde estou me colocando? O que estou fazendo da minha vida?  O que estou fazendo com o meu poder de decisão, meu poder de escolha?  Você está onde gostaria de estar? Para que você acorda de manhã?

A repórter então lhe pergunta: em que momento a pessoa deve tomar consciência disso? Ele responde: quando ela se der conta que está seguindo um caminho que não escolheu; isso vem com alguns sintomas e o mais comum é a ansiedade e uma angústia contínua que não se explica acompanhada até de uma certa vergonha; um sentimento de inadequação, de não pertencimento, de desencaixe - a vida realmente não faz sentido - essa é a hora de parar, meditar e buscar algo que faça sentido.

Segundo ele tudo na vida tem um sentido - um exemplo disso é a macieira (ela nasceu para dar maçãs); nós, seres humanos, nascemos para amar!

Já a Monja Coen, do Pensamento zem Budista, afirmou que o sentido da vida é vivê-la com plenitude, é fazer o seu melhor em qualquer circunstância. Querer o bem do coletivo e não apenas do eu individual; no entanto, para amar aos outros temos, primeiro, que nos amar.

Além disso, olhar para si mesmo e fazer a pergunta: que sentidos estou dando a minha existência de um modo geral? Há um momento em que o sentido da vida de uma mãe são seus filhos que estão sob sua proteção, sendo amamentados; no entanto, chegará o dia em que eles sairão desse "ninho" e "voarão" sozinhos - e daí, qual será o sentido da vida dessa mãe? Pergunta: para que rumo vou, que trilha tomarei? 

Sempre há tempo de recomeçar, mas há que olhar em sua profundidade, em seu âmago - praticar a respiração consciente, esse é o "truque"!

E por fim, o Lama Michel Rimpoche, do Budismo Tibetano responde ao questionamento de que o sentido da vida seria "vivê-la como um meio para algo melhor e não apenas como um fim por si só. Para isso ele diz que há apenas 2 caminhos: o primeiro é você se transformar, cada dia, numa pessoa melhor e o outro é viver para transformar a vida do próximo e o mundo num lugar melhor".

ENTREVISTA DE ESTÚDIO

Além dos entrevistados, citados anteriormente, há uma especialista em mente humana, depressão e ansiedade que foi entrevistada pela "âncora", substituta do programa, a apresentadora Cissa Guimarães. Trata-se da psiquiatra e escritora Ana Beatriz Barbosa, que introduziu o assunto afirmando que o sentido da vida é a trajetória.

A pessoa que só fica na prática, na ação do dia a dia (comer, dormir e trabalhar imaginando que assim encontrará a felicidade) não se conecta verdadeiramente (cérebro e coração) e acaba por desenvolver 1 de 2 tipos de fuga praticada pelo ser humano: Um, para fugir do sofrimento, por não saber dizer não, para deixar de tentar controlar as situações ruins do dia a dia de quem ama, para não desagradar e ferir os outros acabará desenvolvendo ansiedade, depressão e angústia; o outro tipo de pessoa pensa que em não podendo controlar tudo, literalmente, "chuta o pau da barraca" e vai em busca do prazer, do agora, para esquecer tudo (vícios das drogas, internet, compras, bebidas, etc) - os dois podem desenvolver depressão.

Para terminar a Psiquiatra disse, inclusive, que quanto maior o número de pessoas com depressão maior será a quantidade de gente a descobrir o sentido da vida - isso se dá pela introspecção que as pessoas terão que fazer (voltar para si mesmas, se redescobrir, perceber o que realmente importa).

Esses foram, basicamente, os pontos discutidos no programa; apenas, no final dele, Cissa Guimarães "puxou" e introduziu o assunto religião e fé.  Para isso ela se utilizou dos dizeres de  Maria Betânia: "tenho tanta pena de quem não tem fé"; e sorriram juntas, de forma jocosa, diria que até meio preconceituosa.

*PARA SABER SOBRE ATEÍSMO CLIQUE AQUI
*PARA SABER A HISTÓRIA DO ATEÍSMO CLIQUE AQUI
*PARA SABER SOBRE PHILOSOPHIA E ATEÍSMO - AQUI

Não havia necessidade disso; a entrevista ia tão bem, o programa foi proveitoso - para religiosos, para quem tem fé e até para quem não tem; por que terminar com essa falácia?  Não contentes seguiram dizendo que até o ato de você não ter fé é ter fé em alguma coisa (- COMO ASSIM???😒).

E não ficaram por aí; a Psiquiatra veio com mais uma afirmação infundada: "essa coisa do ateísmo, de que deus não existe, parte do pressuposto de como ele seria para negá-lo"...ÃHHHÃH😕😕 Que isso?😩  Mais uma vez fiquei sem entender, afinal, não seria quem afirma a existência que deveria provar?  No jurídico nós chamamos isso de "ONUS DA PROVA" e ele sempre é de quem alega..., os ateus não crêem na sua existência; os crentes (de qualquer fé 😇) são os que afirmam que ele existe, PORTANTO, provem!

Para ser feliz, para encontrar o sentido da vida não precisa alienar-se do mundo real; entrar num mundo do imaginário, do inexistente. Procure dentro de você o que lhe falta, busque algo do que gosta, algo que se possa ver e/ou tocar; até mesmo algo que não se possa tocar como a música, a dança, a meditação - mas algo que seja real, que possa ser feito e desfrutado aqui neste mundo, porque num próximo, ou num imaginário não será possível!

Por Elane F. de Souza (Advogada, Autora e Editora deste blog - ao copiar ou redistribuir cite a fonte) - artigo baseado no programa Hoje em Dia de 09-01-2017

Fonte do Programa MAIS VOCÊ, da Globo (de 09/01/2017)




RELIGIÃO, qual seguir?

VEJA O CARTAZ ABAIXO E PENSE BEM, Reflita um bocado e, se puder, aja com tolerância e respeito a todas; afinal, no dia do "juízo&quo...